Creation Worldview Ministries
 
  Upcoming Events Latest Articles
April 23 - April 25
Liberty Fellowship Church
Denton, NC
April 27 - April 30
Pike Grace Brethern Church
Johnstown, PA
Age of the Earth / Universe
Paleomagnetism Busted!
Creation / Evolution Debate
Ham - Nye Debate
More… More…
   
   
   
An Educational Missionary Organization


English
Russian
Portuguese

Articles

 
Aquecimento Global

  Article Options
Back to ListBack to List
Print ArticlePrint Article

Os Subversivos do Meio Ambiente esto certos sobre as vrias questes ambientais?

Camada de Oznio

Existe um buraco na camada de Oznio sobre a Amrica do Sul criado pela poluio? No, no existe “buraco” na atmosfera; existe somente uma pequena diminuio ou “declive”, o qual acontece a cada primavera na Antrtida e preenchido novamente depois de cerca de seis ou dez semanas. O oznio produzido na atmosfera superior pela luz do sol, que prov a energia para a combinao de trs molculas de oxignios normais (3x O2) em duas molculas de oznios (2x O3). Esta produo acontece 24 horas por dia ao redor do mundo.

A perda de uma quantidade de oznio tem acontecido a cada primavera sobre a Amrica do Sul por centenas, se no milhares, de anos. Isto causado quando a concentrao de clorofluorcarboneto (CFC ou Freon), o bromo, cloro e flor se formam durante a noite gelada da Antrtida. Na primavera da Antrtida, o calor do sol que retorna ao hemisfrio sul inicia uma reao qumica, na qual estes qumicos e o oznio combinam, consumindo uma grande quantidade de oznio. Depois de seis a dez semanas, este declive se enche novamente atravs de um processo natural no qual produz oznio e o problema est resolvido at o prximo ano.

O grande medo que esta diminuio de oznio traz que sem o oznio estamos desprotegidos dos raios ultravioletas extremamente perigosos que vm at ns pelo sol. Sem o oznio, com certeza morreremos. Ento, seria crtico para o mundo se a camada de oznio alcanasse o nvel zero.

Pesquisas recentes, entretanto, nos mostram que o nvel dos raios ultravioletas no mundo diminuram e no aumentaram nos ltimos anos. Surpreendentemente, esta queda tem sido causada pela “camada protetora” dos lixos industriais na atmosfera, na forma de aerossol de dixido de sulfato e outros, os quais tm sido adicionados atmosfera pelos homens. Estes lixos industriais levaram a luz do sol a jogar a parte de cima da camada de volta para a parte externa do espao e levou a terra de baixo a se esfriar.

Alm disto, o freon e outros CFCs, bromo, cloro e flor so tambm feitos na natureza e no s pelo homem e mulher. Estes qumicos so produzidos pelas macro-algas (invertebrados marinhos) e pelos vulces. Cerca de 80% destes gases so manufaturados pelos vulces. Voc consegue legislar contra os vulces? Voc consegue adivinhar onde est a maior produo de CFCs atravs de um vulco? Certo! Debaixo do “buraco de oznio” na parte final sul do Chile. Voc pensa que pode ser s coincidncia?

Est estimado que gastaremos um trilho de dlares para prevenir a diminuio do oznio. Todo este gasto por nada, exceto para aplacar a conscincia dos subversivos do meio ambiente! Vale a pena gastar um trilho de dlares para prevenir somente 20% de toda a produo mundial dos gases que diminuem a camada de oznio?

Aquecimento Global? Com certeza no existe verdade nisto!

A Terra est se aquecendo? Ns vamos morrer deste aquecimento, fazendo que a Terra se torne em deserto? Se no pararmos de usar os nossos carros, ns como sociedade, sobreviveremos a este holocausto? Qual a verdade?

Nosso maravilhoso Deus Criador tem muito a dizer na Bblia sobre o clima global e a mudana climtica desde o tempo da criao, 6000 anos atrs, at o presente, e at mesmo para o futuro. Muitos cristos falham em pensar na Escrituras quando esto tentando avaliar se eles deveriam estar preocupados ou no com esta questo. Alm disto, existe uma quantidade grande de informaes cientficas slidas que refutam qualquer afirmativa de que o “aquecimento global” ou o “resfriamento global” sejam verdades.

Deus promete que a Terra no pode e no ser destruda pelo homem (Gnesis 8:22)

A promoo do “aquecimento global” puramente uma agenda poltica da esquerda. Estas pessoas podem ser classificadas como subversivas do meio ambiente. As pessoas acreditam no “aquecimento global”, mas tal crena irracional. Veja esta afirmao atribuda ao ex-senador democrata do Colorado, Tim Wirth:

Ns temos que lanar a questo do aquecimento global. Mesmo que a teoria esteja errada, estaremos fazendo a coisa certa – em termos da poltica econmica e ambiental (nfase do autor). (Fumento, Michael, Science Under Siege, 1993)

Uma prova adicional do discurso filosfico retorcido dos subversivos do meio ambiente dada pelo advogado do “aquecimento global”, Dr. Stephen Schneider. Ele professor do Departamento de Cincias Biolgicas, Companheiro Snior do Instituto para Estudos Internacionais de Stanford, Co-diretor do Centro para Cincia e Poltica Ambiental, Co-diretor do Programa Interdisciplinar de Recursos e Meio Ambiente da Universidade de Stanford e fundador e editor do Jornal Climate Change. Em outubro, na edio da revista Discover, 1989, ele escreveu:

Em contrapartida, como cientistas, estamos eticamente ligados ao mtodo cientfico, prometendo dizer a verdade, somente a verdade e nada mais que a verdade, o que significa que temos que incluir as dvidas, os desejos, os ses, e, mais. Alm do fato de no sermos somente cientistas, mas tambm seres humanos. E como a maioria das pessoas, ns gostaramos de fazer do mundo um lugar melhor, o que, neste contexto significa trabalharmos para reduzirmos o risco de um desastre em potencial de uma mudana climtica. Fazer o que necessrio para conseguirmos um suporte bsico amplo para capturar a imaginao do pblico. Isto, claro, significa conseguir o mximo possvel da cobertura da mdia. Ento, temos que oferecer cenrios assustadores, fazer afirmaes simples e dramticas, e mencionar o menos possvel algumas das dvidas que possamos ter. Esta “tica dupla” na qual nos encontramos, no pode ser resolvida com nenhuma frmula. Cada um de ns tem que decidir o equilbrio certo entre ser efetivo e ser honesto. Eu espero que isto signifique ser os dois.

Ele quer ser efetivo e honesto, uma meta nobre, contudo, quando se fala sobre “aquecimento global”, ele est mais do que desejoso a oferecer “cenrios assustadores, fazer afirmaes simples e dramticas, e mencionar o menos possvel algumas das dvidas que possamos ter”.

Este captulo poderia estar cheio de afirmaes como esta, mas o espao no permite isto. Portanto, como terceiro e ltimo exemplo de estado mental da “semente” atual dos subversivos do meio ambiente, eu coloco esta afirmao irracional, ilgica, sem propsito e no cientfica, de um dos gurus chefes dos subversivos, o sr. Al Gore:

Ns estamos jogando tanto dixido de carbono no meio ambiente da terra que literalmente, mudamos o relacionamento entre a terra e o sol (nfases do autor).

A apresentao de Uma Verdade Inconveniente.

Deus promete que a terra no pode e no ser destruda pelo homem. (Salmos 148:5-6)

O “aquecimento global” verdade?

No! Estamos simplesmente experimentando uma flutuao climtica e ambiental normal.

Estamos vivendo o “perodo do aquecimento do sculo 20”. Este perodo veio depois de uma poca chamada “a Pequena Idade do Gelo”, que durou aproximadamente de 1250-1300 a 1850-1900. Antes desta “Pequena Idade do Gelo”, a Terra experimentou um perodo chamado de “o perodo do aquecimento medieval”. A Terra era significativamente mais quente durante aquele perodo do que hoje.

At mesmo climatologistas evolucionistas provaram significativamente que a Terra experimentou trs pocas de um calor maior do que o perodo de aquecimento hoje. Estas pocas foram nomeadas e determinadas ter acontecido aproximadamente:

Perodo de Aquecimento Minoano – 1450 a 1250 AC.

Perodo de Aquecimento Romano – 250 BC a 1 AC.

Perodo do Esfriamento da Idade das Trevas – AD1 a 800.

Perodo de Aquecimento Medieval – 800 a 1250 AD.

Pequena Idade do Gelo – 1250 a 1900 AD.

Perodo de Aquecimento do Sculo 20 – 1900 a 2010.

Qual a evidncia histrica?

Ns temos evidncias histricas significante com as quais podemos traar as maiores flutuaes na mudana climtica nos ltimos milnios. Estas fontes incluem, mas no limitam, as seguintes:

• Os milhares de anos de registros das enchentes do Rio Nilo.

• A produo romana de vinho do primeiro sculo na Inglaterra.

• As milhares de pinturas em museus que mostram os cus ensolarados durante o Perodo de Aquecimento Medieval.

• As milhares de pinturas em museus que mostram os cus nublados durante a pequena Idade do Gelo.

• As evidncias fsicas dos istopos de oxignio, os ons de berlio, os minsculos mares e os fsseis de plen, as antigas rvores anelares, o ncleo do gelo polar, sedimentos dos mares e lagos, estalactites e estalagmites das cavernas, geleiras, etc.

Estas e muitas outras fontes ilustram que a Terra teve perodos de clima muito mais aquecidos do que hoje.

Deus promete que o homem no pode mudar o clima (Eclesiastes 1:5-10).

Existe um consenso cientfico de que o aquecimento global verdade?

No! O consenso no o mesmo que verdade! O consenso no informao. No o mesmo que um fato cientfico.

No! O Dr. Richard Lindzen, Alfred P. Sloan, professor universitrio de meteorologia na MIT, antigo autor do Painel Internacional das Naes Unidas em Mudanas Climticas (UN IPCC) escreveu a respeito do aquecimento global: “... o consenso foi alcanado antes que a pesquisa comeasse.”

No! A promoo atual do alarme sobre o aquecimento global puramente uma agenda poltica da esquerda.

No! O “aquecimento global” simplesmente a nova casa do socialismo e do comunismo.

No! A temperatura da Terra tem flutuado para mais e para menos por centenas de anos por causa das variaes da atividade solar bem estabelecidas e documentadas. Elas so:

O Ciclo Solar de Schwabe: as atividades solares seguem um ciclo de onze anos que faz com que a temperatura do sol flutue para mais ou menos em 0,1%.

O ciclo de Gleissberg – um ciclo a cada 75 a 90 anos.

O ciclo de Suess – um ciclo a cada 200 a 500 anos.

O ciclo de Bond – um ciclo a cada 1.100 a 1.500 anos.

No! O Dr. Timothy Patterson, geologista canadense, escreveu no Financial Post canadense, em junho de 2007: “a estabilidade climtica nunca foi uma caracterstica do planeta Terra. A nica constante a respeito do clima a mudana; ele muda e s vezes, muito rpido. Muitas vezes no passado, as temperaturas estavam mais altas do que hoje, e ocasionalmente, estavam mais baixas”.

No! Dr. Bert Berlin, um meteorologista suo, por oito anos diretor do UN IPCC, afirmou: “a questo do clima no determinado; incerto e incompleto”.

No! Dr Denis Bray, professor emrito do departamento de fisiologia da Universidade de Cambridge, submeteu o seguinte artigo para a revista Science, para ser publicado em 22 de dezembro de 2004 (mas no foi aceito): “a pesquisa mais recente (2004) dos cientista climticos... chegaram a concluso de que, enquanto tem havido um movimento em direo a aceitao (feita pelo homem) do aquecimento global, somente 9,4% dos participantes “concordam firmemente” que a mudana climtica na maior parte resultado das fontes feitas pelo homem. Uma proporo similar “discorda firmemente”. Alm disto, somente 22,8% dos participantes “concordam firmemente” que as informaes precisas do Painel Internacional sobre Mudanas Climticas (NU) refletem um consenso dentro da cincia climtica (nfase do autor).

No! Em uma carta aberta, ao governo canadense, chamada “Kyoto Aberto ao Debate”, publicada no National Post canadense em 2006, 60 cientistas disseram: “quando o pblico entender que no existe ‘consenso’ entre os cientistas climticos sobre a importncia relativa das variadas causas na mudana climtica global, o governo estar em uma posio muito melhor para desenvolver planos que reflitam a realidade e ento beneficiar o meio ambiente e a economia” (nfase do autor).

No! Dr. Bob Carter, do laboratrio de geofsica marinha da Universidade James Cook na Austrlia, escreveu: “Os argumentos circunstanciais de Al Gore so to fracos que so at patticos”. simplesmente inacreditvel que eles, e seu filme, esto conseguindo a ateno do pblico (nfase do autor).

No! Como foi publicado o PR Newswire-US Newswire, em Washington DC, em 12 de setembro de 2007: uma anlise das literaturas revelam que 500 cientistas publicaram evidncias refutando pelo menos um elemento dos atuais alarmes sobre aquecimento global feito pelo homem. Mais de 300 cientistas encontraram evidncias que: 1)Umciclo climtico natural e moderado de 1500 anos produziu prvios aquecimentos similares ao atual. 2) O aquecimento atual est fortemente ligado variao da radiao solar. A lista com os nomes destes cientistas pode ser encontrada no recente livro de Avery e Singer, Unstoppable Global Warming: Every 1500 years, Rowman&Littlefield, 2007.

O pblico precisa entender que no existe consenso entre os cientistas climticos sobre a importncia relativa das causas variadas da mudana climtica global.

Existe algum consenso cientfico de que o “aquecimento global” seja verdade?

No! O pesquisador mdico, Dr. Klaus Martin Schulte examinou todas as pesquisas em mudanas climticas publicadas entre 2004 e fevereiro de 2007. Os resultados foram publicados nos jornal “Energy and Environment”.

No! Das 52 pesquisas, somente 38 entraro em consenso. O total para um consenso implcito foi de 45%.

No! Somente 32 pesquisas fortemente discordaram.

No! Entretanto, 254 pesquisas (49% eram neutras, nem aceitando, nem rejeitando).

No! Somente 1 pesquisa (0,2%) fez referncias uma mudana climtica levando a um resultado catastrfico.

No! Isto no consenso.

Avery e Singer escreveram: “... temos evidncias constrangedoras sobre um ciclo climtico real e mundial de cerca de 1470 anos (variando para mais ou menos em 500 anos). O ciclo climtico tem, acima de tudo, sido moderado, e as rvores, ursos, pssaros e humanos se adaptaram com tranquilidade.”

O filme de Al Gore, “Uma verdade Inconveniente”

– H alguma verdade nele?

No! A primeira casualidade neste filme subversivo do meio ambiente a verdade.

No! O filme cheio de meias-mentiras, mentiras e uma total falta de informao.

Al Gore afirma que a seca do lago Chad foi um exemplo do aquecimento global.

Isto verdade?

A bacia hidrogrfica que alimenta o Lago Ched- uma vez do tamanho de Vermont hoje do tamanho de Rhod Island- vem se extinguindo por causa da seca desde a metade do sculo 20. A reduo do tamanho do lago um resultado direto do aumento da populao, irrigao para a agricultura, pastagem e a variabilidade do clima regional. De uma forma similar, o Mar de Aral secou porque o governo russo desviou 75% da gua que entrava para irrigar as terras para a agricultura.

Al Gore afirmou que o desaparecimento da gelo no Monte Kilimanjaro foi expressamente atribudo a uma mudana climtica induzida pelo homem.

Qual a verdade?

O Monte Kilimanjaro est mais frio hoje do que 1970. Estudos publicados nos jornais “Science” em 2003, “International Journal of Climatology” em 2004 e “Journal of Geophysical Research” em 2004 concluram que a capa de neve do Monte Kilimajaro tem encolhido desde 1880 no fim da “Pequena Idade do Gelo” porque a floresta ao redor da montanha tem sido extinta, assim a umidade necessria para construir a camada de neve e aconteceu um pequeno aumento da temperatura solar.

Al Gore afirmou que o furaco Katrina foi um resultado direto do aquecimento global.

Qual a verdade?

impossvel ligar um nico furaco a qualquer tipo de mudana climtica. As tempestades no podem ser usadas para determinar mudanas a longo prazo e em largas escalas.

Os subversivos do meio ambiente no esto focalizados nas consequncias das mudanas climticas. Eles esto, primeiramente interessados em produzir uma indstria que os torne muito ricos, poderosos e famosos.

Al Gore citou a Pequena Idade do Gelo, mas no citou o Perodo do Aquecimento Medieval que antecedeu o perodo do gelo.

Al Gore afirmou que: “... se voc olhar para os anos mais quentes j registrados nos registros atmosfricos, eles ocorreram nos ltimos 14 anos. O mais quente de todos foi 2005” (nfase do autor).

Qual a verdade?

Na verdade o ano de 1998 foi o ano mais quente registrado; entretanto, desde este registro, a temperatura tem se mantido instvel. Da mesma forma, a temperatura do mar tambm no aumentou.

Dr. Bob Carter, geologista da Universidade James Cook em Queensland na Austrlia, afirmou que: “os registros oficiais da Unidade de Pesquisa Climtica de Anglia (Reino Unido), mostram que entre os anos de 1998 a 2005 a temperatura global mdia no aumentou.” (“Existe um problema com o

aquecimento global... ele parou em 1998.” Daily Telegraph Reino Unido, 9abril de 2006).

Devemos observar que Al Gore usou a prognstico extremo de diminuio da temperatura, do Canad e do Reino Unido, de 14,4 F (8C) e 5.4 F (3C) at o ano de 2100. Al Gore no usou o menor aumento de 1.8 F (1 C) usado pelo Centro Nacional de Pesquisas Atmosfricas dos Estados Unidos, (US National Center for Atmospheric Research (NCAR)) e outros modeladores do Centro Nacional para Anlises Polticas (The National Center for Policy Analysis). O modelo do NCAR muito mais sofisticado do que o modelo canadense ou o do Reino Unido. A variao medida foi somente de 0.306 F/por dcada (0.17 C/por dcada) dos anos de 1970 a 2007.

Se a Terra estivesse aquecendo por causa da atividade humana, porque as camadas de gelos polares em Marte estariam diminuindo ao mesmo tempo? Isto no seria uma indicao de que um aumento na atividade solar seria responsvel e que qualquer aquecimento na Terra no seria por uma ao humana?

Al Gore afirmou que o nvel do mar subiria 6 metros por causa do derretimento do gelo, tanto na Antrtica do Sul quanto na Groelndia.

Uma parte significativa do seu filme foi devotada a mostrar as predies alarmantes das enchentes nos centros populacionais da costa martima, especialmente Flrida, So Francisco, Nova Iorque, Bangladesh, China e Holanda.

Qual a verdade?

At mesmo o mais esquerdista Painel em Mudanas Climticas das Naes Unidas (IPCC) escreveu: “No foi detectada nenhuma acelerao significativa na taxa do aumento do nvel do mar no sculo 20”. O IPCC prediz que o nvel do mar aumentar somente 38.5 cm (15 inches) at 2010.

“Uma afirmao feita em conjunto, em 2005, por cientistas acadmicos, das naes do ocidente, incluindo os EUA, na verdade estimou o pior cenrio em aproximadamente 88 cm. (P. Stanway, “Uma Verdade Inconveniente” Al Gore, Edmonton Sun, 7 de julho de 2007)”.

Pergunta: Se o nvel do mar est subindo rapidamente, porque o governo das Ilhas Maldivas est convencendo a Unio Europia a ajudar financeiramente o projeto de aterro do oceano?

O derretimento do gelo dos mares no aumenta o nvel do mar (sim diminui); somente o derretimento do gelo vindo da terra aumentar nvel do oceano. O nvel do oceano vem aumentando por sculos. A cada ano em mdia (4 quilmetros cbicos) de gua jovem adicionada superfcie da Terra atravs de eventos geotrmicos (vulces, guas mineral). A NASA descobriu que a perda da camada de gelo da Antrtica e Groenlndia aumentaria o nvel do mar em 0.05mma ano entre 1992 a 2002: ou 5 cm/1000 anos. A Groenlndia estava 1 C (1.8 F) mais quente em 1925 do que hoje. E isto aconteceu somente 30 anos aps o trmino da “Pequena Idade do Gelo”.

Qual a verdade?

Erick, o vermelho, navegou a inabitada terra da Groenlndia em 982 DC. Com um faro intuitivo, ele enviou informaes sobre uma “terra verde” muito generosa, para aliciar outros a segui-lo e colonizar a ponta sul da ilha. Esta colnia nrdica sobreviveu por cerca de 300 anos at desaparecer no comeo da Pequena Idade do Gelo.

Uma equipe de cientistas internacional, perfurou 2 km de profundidade no lenol de gelo (abaixo da ponta da capa de gelo) e encontrou: que a rea (foi a tempos atrs) povoada por diversas florestas compostas de “amieiro” (caractersticas do Chile), “spruce” (uma espcie de pinheiro pequeno), pinheiros e outros membros da famlia das Taxceas (originrias de Portugal). Vivendo nas rvores e no cho das florestas, havia uma variedade de insetos, incluindo besouros, mosquitos, aranhas, borboletas e mariposas. “Eles encontraram DNA de aranhas e rvores”. Isto indica que o gelo da Groenlndia menos suscetvel ao derretimento do que tem sido predito pelos modelos computadorizados em mudana climtica. “Talvez haja implicaes em como o lenol de gelo responde ao aquecimento global. Ele talvez suporte a aumento da temperatura.” (nfase do autor) - (Willerslev, Eske, bilogo evolucionrio da Universidade de Copenhagen, Science, 06 de julho de 2007, volume 317, pgina 11)

Os subversivos ambientais afirmam que os ursos polares esto morrendo por causa do “aquecimento global.” A verdade que a populao dos ursos polares est crescendo onde est mais aquecido e diminuindo onde est mais frio. (Dr. Mitchell Taylor, bilogo de ursos polares canadesnes, Depart. de Meio- Ambiente, Gov. of Nunavut).

A populao de baleias cinzentas est aumentando nas guas mais mornas do rtico (J. Kay, San Francisco Chronicle newspaper, June 28, 2006).

Dr. Ian Stirling do Servio de Vida Selvagem Canadense disse: “Para os ursos polares nadarem 100 quilmetros no grande coisa, principalmente para os mais gordinhos” (nfase do autor).

AL Gore declarou em seu filme que os ursos polares esto morrendo como resultado direto do aquecimento global.

Qual a verdade?

Os quatro ursos polares que so mostrados mortos no filme acabaram morrendo porque foram pegos no meio de uma tempestade extrema.

AL Gore declarou em seu filme que alguns atis tiveram que ser evacuados porcausa do aumento do nvel do mar.

Qual a verdade?

Os atis do Pacfico no foram evacuados por causa do “aumento” do nvel do mar.

Numa sesso no Senado no Capitlio, Syun-Ichi Akasofu disse que os to divulgados modelos climticos mostrando o desaparecimento do rtico no passam de “fico cientfica.” (Syun-Ichi Akasofu, Diretor do Centro de Pesquisas Internacional do rtico, Fairbanks, Alaska, Abril de 2007)

A calota de gelo da Antrtica no est derretendo. Nessa poca ela tem aumentado seu total de gelo acumulado. Apenas a superfcie est se alterando.

“O equilbrio do crescimento das geleiras positivo; o gelo est aumentando.” A Antrtica vai contribuir para a reduo do nvel do mar porque vem acumulando gelo... O equilbrio do ganho de gelo na Groelndia est prximo do neutro......Existiram trs perodos nos quais o Alaska esteve mais quente, e um deles est acontecendo agora.” Dr. Michaels, Climatologista (nfase do autor).

Os oceanos vm resfriando em mdia nos ltimos 4500 anos desde o final do dilvio de No.

Al Gore declara em seu filme que as geleiras ao redor do mundo esto regredindo por causa do “aquecimento global”. A geleira de Upsala, na Patagnia est se retraindo, no entanto, 50 quilmetros adiante, a geleira Perito Moreno est avanando. Na verdade, as geleiras de tamanho mdio nas proximidades esto todas estabilizadas, e as de porte grande esto avanando rapidamente. Pio XI, a maior geleira da Amrica do Sul est avanando muito rapidamente.

As razes porque as geleiras esto derretendo em algumas partes dos Andes est ligada s mudanas da atividade solar durante a “Pequena Era do Gelo” e “... A variao solar a causa primria para as flutuaes glaciais” (Dr. P. J. Polissar, “A modulao solar na pequena era do gelo nos Andes tropicais,” 01 de Junho de 2006, Procedimentos da Academia Nacional de Cincias, EUA). (nfase do autor)

Dica: a variao na temperatura do sol, e no aquecimento global PROVOCADO PELO HOMEM, que est causando as flutuaes nas geleiras.

“As geleiras esto avanando no rtico europeu. So eventos peridicos. O rtico no se torna quente ou frio ocasionalmente. O clima altera essa norma. Se voc quer realmente algo com o que se preocupar nessa questo, ento seria se caso o clima se tornasse esttico, imvel. “Seria como

uma pessoa morta.” (Dr. Richard Lindzen, Alfred P. Sloan, professores de metereologia no MIT, antigo autor de influncia, UN IPCC (nfase do autor).

Para cada geleira no mundo que est se retraindo, tem uma avanando.

A respeito do consenso no “aquecimento global”, AL Gore declarou: “Uma pesquisa em mais de 928 documentos cientficos em respeitadas revistas mostrou 100% de concordncia”.

Primeiro, se haviam “mais de 928,” quantos eram exatamente?

Segundo, os 928 documentos mostrados por AL Gore no estavam em concordncia unnime no assunto em questo.

Terceiro, os 928 documentos foram examinados manualmente e cuidadosamente e representavam menos de 10% dos mais de 11.000 documentos relevantes publicados durante aquele perodo (1993-2006).

AL Gore afirma em seu filme que o dixido de carbono uma estufa que causa “aquecimento global.” Na verdade, a temperatura sobe emprimeiro lugar e depois isso acaba causando o aumento do dixido de carbono medida que as plantas crescem, e os oceanos mais quentes liberam mais dixido de carbono do que os oceanos frios.

AL Gore afirma que os furaces esto se tornando cada vez mais fortes e mais frequentes por causa do aquecimento global. A Administrao Ocenica e Atmosfrica Nacional no encontrou nenhum crescimento estatstico de furaces, mas apenas os 40 ou 50 furaces cclicos por ano.

O aumento dos danos causados na estruturas feitas pelas pessoas devido a contnua construo de edifcios ao longo da costa em locais planos conhecidos como locais de fcil inundao. O Centro Nacional de Furaces dos EUA descobriu que o perodo entre 1941 e 1950 foi a dcada mais ativa

em ocorrncias de furaces. Dois teros dos furaces mais terrveis a atingir os EUA desde 1851 at 2004, ocorreram antes de 1950. Entre 1961 a 2000, o nmero de ocorrncias de furaces e a intensidade deles nos EUA diminuram de forma significativa.

Deus usa o clima para julgar aqueles que so Seus (Ams 4:7)

Em 2005, o Boletim da Sociedade Americana de Meteorologia, considerou trs pontos:

1) No existe conexo estabelecida entre os gases do efeito estufa com os furaces.

2) Qualquer mudana que acontea em relao aos furaces ser pequena e dentro de variaes normais.

3) Os polticos que ligam os furaces ao aquecimento global ameaam enfraquecer o apoio para uma pesquisa climtica legtima.

Al Gore afirmou em seu filme que o aquecimento global iria impedir as correntes do golfo de encher.

Qual a verdade?

Para que a corrente do golfo pare de encher seria necessrio que a Terra parasse com a sua rotao. Tais afirmaes so hiprboles extremas usadas para promover o sistema de crena irracional dos subversivos do meio ambiente, como Al Gore.

Al Gore afirmou em seu filme que a aridez estava aumentando mundialmente e que o deserto estava aumentando por causa do aquecimento global. Mas desde a metade dos anos 80, o deserto do Saara tem diminudo juntamente com a borda sul, medida que mais chuvas tm acontecido por causa do “aquecimento global”.

Al Gore afirmou em seu filme que “o debate acabou... o consenso cientfico j confirmou a questo do aquecimento global.”

Isto com certeza uma afirmao falsa; no existe tal consenso entre os cientistas. O debate est controverso e se fortalecendo.

Em seu livro, AL Gore fez um tributo prolongado ao seu professor de cincia de Harvard, Dr. Roger Revelle, para fascin-lo com o conceito da emisso de dixido de carbono causando o aquecimento global. Entretanto, o Dr. Revelle rejeitou completamente o extremismo do aquecimento global de Al Gore.

Al Gore afirma ser pr-cincia. Entretanto, como vice-presidente dos Estados Unidos, ele demitiu qualquer cientista no governo federal que ousou questionar, at mesmo o maior extremista e alarmista pr-efeito estufa (editorial - Junho de 1994, National Review).

Al Gore difama qualquer pessoa que discorde dele, chamando de “falsos cientistas”, acusando-os de serem comprados pela indstria da energia. Nada pode estar mais longe da verdade! Muitos cientistas competentes, muitos deles evolucionistas, discordam de Al Gore sobre o aquecimento global. At mesmo Patrick Moore, o co-fundador do grupo ambientalista da esquerda radical, Greenpeace, diz, agora, que deveramos considerar a volta da energia nuclear pura. Foi a administrao de Clinton e Gore que, sem a aprovao do congresso, declarou o maior depsito da Amrica de carvo limpo com baixa concentrao de enxofre no sul de Utah, como parte do monumento nacional e fora dos limite de minerao.

O Dr. Don J. Easterbrook (um defensor do aquecimento global), Professor Emrito de Geologia na Universidade de Washington, fez uma observao a respeito do filme de Al Gore no encontro anual da Sociedade de Geologia da Amrica em 2007. Ele disse que o filme de Al Gore tem: “... muita falta

de acuracidade nas afirmaes que estamos vendo e temos que misturar isto com a informao real.”

Al Gore afirmou que: “nossa civilizao nunca experimentou qualquer mudana no meio ambiente como esta que estamos experimentando”, ameaa. Dr. Easterbrook mostrou uma mudana pequena de variao da temperatura nos supostos 15.000 anos. Isto ressalta 10 variaes maiores, incluindo o perodo do Aquecimento Medieval. Ele percebeu que estas variaes foram at “20 vezes maior do que o aquecimento no sculo passado”.

Dr. Richard S. Lindzen o professor de Cincias Atmosfricas na MIT; membro da Academia Nacional de Cincias dos Estados Unidos e um antigo e principal autor do UN IPCC (Painel Internacional em Mudanas Climticas). No Wall Street Journal, Dr. Richard Lindzen acusou Al Gore de ser um “alarmista estridente”.

Al Gore afirmou em seu filme que o aquecimento global estava causando a propagao de doenas infecciosas, tais como, malria, ao redor do mundo. Ele deu a entender que por causa disto, todos nos morreramos.

O Dr. Paul Reiter o diretor da Unidade de Doenas Infecciosas e por Insetos do Instituto Pasteur em Paris. No International Herald Tribune em janeiro de 2007, o Dr. Paul culpou a descrio de Al Gore sobre o aquecimento global como responsvel pela propagao da malria. “Por 12 anos

meus colegas e eu temos protestado contra estas afirmaes sem substncia. Ns fizemos os estudos e desafiamos os alarmistas, mas eles continuam a ignorar os fatos” (nfase do autor).

O Dr. Richard S. Lindzen fez a seguinte afirmativa proftica: As geraes futuras ficaro maravilhadas e assombradas pelo fato de que no comeo do sculo 21 o mundo desenvolvido ficou histrico e em pnico a respeito de um aumento da temperatura mdia global de alguns dcimos, e baseados em exageros grosseiros de uma projeo computadorizada altamente incerta e combinada com cadeias de concluso implausveis, levou a um contemplar da volta da era industrial (nfase do autor).

Al Gore afirmou em seu filme que as temperaturas estavam no seu maior grau em 1000 anos. A Academia Nacional de Cincias dos Estados Unidos publicou que as altas atuais se mostram incomparveis desde 1600, a parte final do aumento da temperatura conhecido como o Perodo do Aquecimento Medieval (NAS Report, junho de 2006).

O Dr. Benny J. Peiser um socilogo antropologista da Cambridge Conference Network. Ele afirmou que:

Dificilmente passa uma semana sem uma nova pesquisa que questiona parte ou at mesmo algum conceito bsico da teoria da mudana climtica” (nfase do autor). Algumas pesquisas mostram alternativas da atividade humana como fonte para o aquecimento global.

O Dr. Robert M. Carter um gelogo marinho na Universidade James Cook na Austrlia. Ele escreveu: “Em nenhum lugar o Senhor Gore fala para a sua audincia que todos os fenmenos descritos por ele acabam dentro do mbito natural da mudana do meio ambiente em nosso planeta. E tambm no apresenta nenhuma evidncia de que o clima durante o sculo 20 se afastou perceptivelmente de seu modelo histrico de mudana constante” (nfase do autor).

O Dr. James E. Hansen o diretor do Instituto Goddard da NASA para estudos espaciais e um consultor para o Al Gore em questes do meio ambiente. Ele o beneficirio de uma doao de $720.000 do George Soros. Fazendo um comentrio sobre o filme, do qual ele foi um consultor pago, Dr. Hansen escreveu que o filme pode ter “imperfeies” e “falhas tcnicas”.

Subversivos do Meio Ambiente: Quais so suas motivaes?

1. Os polticos e burocratas vendem a questo como uma “emergncia” para justificar o aumento enorme dos impostos, o poder de regulamentao do governo.

2. A maioria dos cientistas atmosfricos trabalham para o governo e seus salrios e verbas dependem do aumento do tamanho do governo.

3. Os liberais de Hollywood usam o “aquecimento global” para produzir seus filmes atuais.

4. Os subversivos do meio ambiente precisam da crise para promover sua capitao de recursos.

Quais so os 10 mitos mais importantes sobre o Meio Ambiente?

1. Est quente aqui!

Este mito promovido por qualquer grupo subversivo do meio ambiente, incluindo a Sociedade Geogrfica Nacional (National Geographic Society). Considere o que eles falaram em 2006:

O planeta est aquecendo - e rpido. As geleiras esto derretendo, o nvel do mar aumentando, as florestas esto secando e a vida selvagem est lutando para manter a paz. Est se tornando claro que os humanos causaram a maior parte do aquecimento global do sculo passado ao liberar os gases que prendem o calor na Terra, medida que melhoramos nossa vida moderna. Eles so chamados gases do efeito estufa e seus nveis esto mais altos agora do que nos ltimos 650.000 anos. O que faremos para diminuir este aquecimento? Como lidaremos com as mudanas j colocadas em andamento? Enquanto lutamos para solucionarmos isto, a face da Terra, como a conhecemos est por um fio. (O que o aquecimento global? National Geographic, On-line 2006) - (nfase do autor).

Est quente aqui!!!! Comparado com quando? Est mais fresco agora do que no final dos anos 30 ou durante o Perodo do Aquecimento Medieval. Estava mais quente em 1939 do que est hoje.

2. A dcada de 90 foi a dcada mais quente j registrada. A Academia Nacional de Cincias dos Estados Unidos derrubou este mito em 2006. Estava mais quente nos Estados Unidos em 1936 do que em 2002. Os anos 90 no foram os anos mais quentes j registrados.

3. “A cincia j confirmou”: o dixido de carbono causa o aquecimento global. Isto um mito e uma inverso da histria. Historicamente, o gs dixido de carbono aumenta na atmosfera somente depois do aquecimento global e no antes.

Um estudo da USC concluiu que a temperatura no fundo do oceano aumentou 1300 anos antes do aumento do dixido de carbono na atmosfera, e isto excluiria esta suposio do “efeito estufa” como o agente principal de uma fuso. “Existe esta contnua referncia ligao entre o dixido de carbono e as mudanas climticas refletidas nos ncleos de gelos j registradas, como justificativa para o papel do dixido de carbono na mudana climtica. No d mais para argumentar que somente o dixido de carbono causou o final das eras dos gelo.” (Stott, Lowell. Geologista da USC, Revista Science, Novembro de 2007) (nfase do autor).

Aconteceu somente um pequeno aumento nas partes por milhes (PPM) na concentrao do gs dixido de carbono na atmosfera da Terra entre 1920 e 1960 (de 300 ppm para 320 ppm). Dificilmente isto algo para alarme.

Se isto uma cincia “confirmada”, como os subversivos do meio ambiente afirmam, porque estamos gastando cinco bilhes de dlares a mais a cada ano para pesquisa? A tentativa de abafar o debate completamente contra a cincia.

4. O clima era estvel at o homem aparecer na histria. Isto uma afirmao completamente mitolgica. O “cartaz propaganda” deste mito um suposto grfico da temperatura mdia da Terra nos ltimos 100 anos, apresentado no formato de um “basto de hquei” cado ao lado. Isto uma desgraa e j foi jogado fora pelas Naes Unidas. O grfico “basto de hquei” uma farsa completa e uma inveno para enganar as pessoas intencionalmente que apagou completamente o Perodo de Aquecimento Medieval. Isto no somente uma pssima cincia, mas tambm uma tentativa criminosa.

5. As geleiras esto derretendo. Este um mito que caminha nas duas direes. As geleiras esto diminuindo; e tambm esto aumentando ao redor da terra, at mesmo em reas nas quais existem geleiras diminuindo. O aquecimento global e o resfriamento global no podem ser verdades ao mesmo tempo. Informaes do Servio de Monitorao das Geleiras Mundiais afirmam que o nmero de geleiras que esto diminuindo e as que esto aumentando so iguais.

6. A mudana climtica est aumentando o nvel do mar. At mesmo o IPCC das Naes Unidas (Painel Intergovernamental sobre Mudanas Climticas, no encontrou mudanas estatsticas significantes na variao do aumento do nvel dos mares nos ltimos sculos). A Austrlia e a Nova

Zelndia afirmam que no houve aumento no nvel do mar e at mesmo pode ser vista uma diminuio do mesmo. As ltimas pesquisas sugerem que o nvel do mar abaixaria e no aumentaria se a temperatura aumentasse, devido ao aumento da evaporao dos oceanos e subsequente precipitao na Terra.

7. A mudana climtica a maior ameaa aos pases pobres. Isto um mito traioeiro e sem base. O clima e as condies meteorolgicas sempre mudaram e sempre mudaro. As sociedades avanadas se adaptam melhores a uma infra-estrutura superior e umacesso no racionado de energia. As sociedades pobres sofrem por causa da falta de infra-estrutura e o racionamento ao acesso de energia.

8. O “Aquecimento Global” significa tempestades mais fortes e frequentes. Este um mito que as Naes Unidas no apiam mais. As tempestades so cclicas e no esto mais frequentes ou mais fortes do que no passado. Baseados na quantidade de furaces que aconteceram nos Estados Unidos nos ltimos 50 anos seguidos, o nmero e a severidade deles diminuram desde 1950.

9. As propostas sobre o “aquecimento global” so a respeito do meio ambiente. Este mito s ser verdade se o significado destas propostas sobre “aquecimento global” piorarem o meio ambiente. Na verdade o “mais rico mais saudvel e mais limpo”. O Protocolo de Kyoto tem um efeito negativo nas naes que o assinam. At mesmo os delegados da Unio Europia para o Meio Ambiente admitem que Kyoto “a respeito de competio , e nivelamento do campo de atuao para os negcios mundiais” . Isto penaliza os bem sucedidos e promove aqueles que mais poluem o meio ambiente.

10. Os Estados Unidos esto sozinhos contra Kyoto e o “aquecimento global”. Isto um mito sem sentido! Os Estados Unidos e mais 155 naes rejeitaram o esquema de racionamento de energia do Protocolo de Kyoto. Estes 156 pases representam a maior parte da populao mundial, a maior parte da atividade econmica mundial e a maior parte das reas mundiais de crescimento econmico projetado para o futuro.OProtocolo de Kyoto foi assinado pelas naes europias e mais ou menos outras doze naes (e nenhuma delas est na verdade reduzindo sua emisso de gases poluentes).

Estes dez mitos, assim como uma boa histria, so teis somente para aqueles que falam sobre eles, mas na verdade tm poucos fatos verdadeiros. “Aquecimento Global” no catastrfico, no feito pelo homem e no global.

O Protocolo de Kyoto de 1997 bom ou ruim para o mundo?

O tratado do Protocolo de Kyoto requeria que os pases do G8 reduzissem a emisso dos gases do efeito estufa, mas o tratado isentava a China comunista, Brasil e outras grandes “naes em desenvolvimento”. Os gases do efeito estufa da China e da ndia excedero aos dos Estados Unidos

dentro de 10 anos. A China comunista ir construir mais de 500 usinas de carvo nos prximos 10 anos, isto , uma por semana. A compra de “crditos poluentes” ou “crditos de carbonos” simplesmente dar dinheiro a algum e no ter nada em retorno. Historicamente, este esquema pode acabar sendo o maior embuste j preparado. Em 2000, o ento presidente da Frana, Jacques

Chirac, chamou Kyoto como “o primeiro componente para um autntico governo global (um governo mundial)”.

Por favor, pondere estes pontos:

1. Al Gore assinou o tratado representando os Estados Unidos, mas o senado se recusou a ratificar.

2. Nos anos 90, o departamento de energia dos Estados Unidos, estimou que ao implementar o Protocolo de Kyoto no mundo aconteceria o seguinte:

a) Aumento do custo da gasolina de 14 para 66 centavos de dlar por galo.

b) Aumento da conta da energia eltrica na mdia de 86%.

c) Diminuio do Produto Interno Bruto em 1,9% ao invs de crescer em 3,5%.

d) Aumento dos custos de $77 para $338 bilhes por ano.

3. O Protocolo de Kyoto aumenta os preos, aumenta o controle governamental, limita o uso de energia, mas no prevenir um dcimo de um grau do aquecimento nos prximos 50 anos.

4. Em maio de 2007, o Canad saiu do Protocolo de Kyoto por causa dos efeitos adversos na economia canadense.

5. A Rssia s assinou o Protocolo de Kyoto depois de ter ganhado (comprada com) com uma grande quantidade de “crditos poluentes”, que depois ela poderia vender de volta para os pases europeus por uma grande quantidade de dinheiro.

6. O climatologista altamente respeitado, Dr. Richard S. Lindzen, de Harvard, disse ao presidente George W. Bush, que se, at mesmo as previses mais alarmistas fossem verdades, “Kyoto no valeria nada e ainda seria caro”.

7. At mesmo o meio ambientalista Peter Roderick, “Friends of the Earth International”, disse: “Eu penso que todos concordam que Kyoto realmente no tem soluo em termos de conseguir o que o planeta realmente precisa.”

Quais so os problemas ao medir o aquecimento ou resfriamento global?

As ferramentas mais poderosas j desenvolvidas pela cincia para predizer o clima e as condies meteorolgicas so os modelos computadorizados. Os modelos computadorizados so reconhecidos como falhos por causa das idias pr-concebidas do programador do computador, para conseguir os resultados desejados. Como um subversivo do meio ambiente pode predizer o clima e as condies meteorolgicas em 20, 50 ou 100 anos, quando estes mesmos modelos no podem predizer se ir chover na prxima quinta-feira? Existem mais de 30 modelos principais de modelos computadorizados para verificar o clima, e no existem dois que concordem entre si.

Nos anos 90, o “aquecimento global” coincidiu com o fechamento de centenas de estaes de anlises das temperaturas, a maior parte delas nas partes geladas da Rssia. Se voc deixar de fora as temperaturas das partes geladas do mundo, a mdia com certeza aumentar. (De 1989 a 2000, cerca de 2/3 das estaes de anlise da temperatura (10.000 dos 15.000) do mundo foram fechadas, a maior parte na antiga Unio Sovitica. Na mesma poca, a mdia global da temperatura, para a dcada de 1990 – 2000 aumentou cerca de 2/3 de um grau C). As estaes climticas em pases mais pobres so mantidas de uma forma diferente do que nos pases mais ricos. “A temperatura mdia global da superfcie” significa o mesmo que o “nmero de telefone mdio global”.

O aquecimento global, caso fosse verdade, poderia produzir o efeito do resfriamento global. O aquecimento global produziria mais evaporao levando ao aumento das chuvas, neves e, talvez engatilharia uma idade do gelo repentina.

Qual a perspectiva histrica correta?

A Terra estava significantemente mais aquecida centenas de anos atrs. Muitos fsseis de dinossauros foram encontrados perto do Plo Sul. Os ossos de dinossauros e pegadas foram encontrados em Svalbard (norte da Noruega); na encosta norte do Alasca; no nordeste do Canad, desde o Territrio Yukon at as ilhas Queen Elizabeth; e na parte central da Sibria. Em 1999, os ossos do dinossauro Duckbilled foram encontrados na encosta norte do Alasca. Um dente do dinossauro Duckbilled foi encontrado nas Ilhas James Ross. Oito tipos de dinossauros foram encontrados na encosta norte do Alasca. Todos estes oitos foram encontrados em baixas altitudes. Em 1883, foram encontrados os fsseis de folhas e frutas da fruta-po no oeste da Groenlndia.

A fruta-po cresce somente entre temperatura de 15o a 38oC.

O Perodo do Aquecimento Medieval foi produzido pelo “Mximo solar” que acontece aproximadamente em um ciclo de 1000 a 1500 anos. De 1250 AD a 1900 AD, aconteceu a Pequena Era do Gelo, Festival do Gelo no congelado Rio Tmisa, e em 1816, “o ano sem vero”. Outro ciclo solar aquecido comeou em 1850 e estamos no final dele agora, com a expectativa de um resfriamento.

Em 2004, as cores da Cordilheira Alfa (no fundo do Oceano rtico) provaram que a temperatura da gua no passado era de 15 a 20o C.

Nesta poca, o hemisfrio sul est esfriando e o hemisfrio norte est esquentando. Nesta poca, a Antrtica est esfriando sensivelmente!

As temperaturas do Plo Sul tm cado desde 1957. Durante o Dust Bowl (tempestade de areia) americano, as pessoas estavam falando a respeito do aquecimento global, mas as temperaturas estavam caindo.

Em 1895, o jornal New York Times, anunciou a chegada de uma nova era do gelo. Aqui podemos ver algumas manchetes:

O afundamento do navio Titanic tinha supostamente uma ligao com a chegada de uma nova era do gelo. Em 7 de outubro de 1912, a notcia principal do New York Times foi: “O professor Schmidt nos alerta sobre uma terrvel era do gelo”.

Em 18 de setembro de 1924: “MacMillan anuncia sinais de uma nova era do gelo”

Em 21 de maro de 1933: “Amrica no aquecimento mais longo e maldito desde 1776; registro do aumento da temperatura h 25 anos seguidos”.

Em 21 de maio de 1975: “Cientistas ponderam por que o clima do mundo est mudando. Grande resfriamento considerado ser inevitvel”.

Em 27 de dezembro de 2005: “Os tempos aquecidos no passado nos deixam poucas razes para relaxarmos a respeito de um novo aquecimento”.

Espere um pouco!!! Se em 1895 e 1924, tivemos sinais da chegada de uma era do gelo, como em 1933 tivemos o mais longo perodo de aquecimento desde 1776? E como a temperatura est aumentando por 25 anos seguidos (desde 1908?)? A primeira resposta simples: ns tnhamos acabado de sair da Pequena Era do Gelo. Asegunda resposta seria que isto uma agenda poltica dos terroristas ambientalistas dos anos 90.

Em 11 de abril de 2007, o Dr. Plimer (professor de Geologia da Universidade de Adelaide) falou ao Instituto Australiano de Minerao e Metalurgia: “quando os meteorologistas puderem mudar o clima, ento poderemos pensar nos humanos mudando o clima”.

Em 1801, o astrnomo britnico William Herschel, registrou que, quando as manchas solares fossem numerosas, os preos dos gros cairiam; quando as manchas solares fossem em pequena quantidade, os preos dos gros aumentariam.

Em 2001, um estudo sobre o cu nebuloso dos Estados Unidos entre 1900 e 1987 foi publicado. A descoberta foi que a mdia das nuvens aumentam e diminuem em marcha cadenciada com o ciclo das manchas solares de 11 anos. A causa mais plausvel: a mudana nos raios UV que o sol libera

sobre a estratosfera. Aquantidade de raios csmicos que alcanam profundamente a parte interna da atmosfera muda a quantidade de nuvens que cobrem o cu. A vlvula que controla o fluir dos raios csmicos no profundo do espao o campo magntico do sol. O campo magntico do sol flutua em proporo direta fora flutuante das atividades das manchas solares.

As nuvens podem esfriar ou esquentar a Terra. Isto depender o quo grosso, alto ou baixo, elas esto em altitude: as nuvens baixas esfriam o planeta por refletir a luz solar de volta para o espao; altas nuvens agem como um cobertor e seguram o aquecimento na atmosfera. Os perodos de picos

das atividades das manchas solares liberam mais a luz solar na parte de cima da atmosfera do que nos perodos mnimos de atividade das manchas solares. Durante as variaes nos ciclos das manchas solares, as maiores mudanas acontecem na luz UV. A maior parte desta luz absorvida pelo oznio na estratosfera (de 9 a 40 km). O aumento e a queda da luz UV altera a quantidade do calor do oznio que fica suspenso. Ao invs de aquecer a troposfera (de 0 a 9 km), as mudanas na potncia do UV solar redistribui o calor, o frio, chuva, etc. Claramente, o sol que est direcionando as flutuaes climticas e meteorolgicas.

1970 - O nascimento do Movimento Subversista Moderno.

O primeiro “Dia da Terra” foi em 22 de abril de 1970.

A “Agncia de Proteo do Meio Ambiente” (EPA) foi formada em julho de 1970.

O “Ato do Ar Limpo” foi legalizado em 1970.

O “Ato da guas Limpas” foi legalizado em 1972.

O “Ato das Espcies em Extino” foi legalizado em 1973.

Os extremistas do meio ambiente dos anos 60 e 70 tm agora posies polticas poderosas e suas ideias permeiam a poltica pblica.

Desde 1970, uma enchente de propagandas e mitos ecolgicos tm acontecido:

– O laqu para cabelo est diminuindo o oznio.

– Os motores de combusto interna so do mal.

– A tecnologia contamina o meio ambiente.

– O capitalismo do mal!

Os subversivos humanos do meio ambiente no so naturais e so um cncer para a Terra. Para eles esta questo uma religio irracional. Os Amigos da Terra Internacional (Friends of the Earth Internacional) (2007):

“A Terra uma criao para ser honrada e respeitada como nossa me”. O grupo de subversivos do meio ambiente, Optimum Population Trust, insiste que as crianas so as maiores ameaas ao planeta: “Os pais devem ter cada vez menos filhos para que se possa parar o aquecimento global e salvar o planeta (The Australian, 7 de maro de 2007)”. A religio deles os leva a uma forma de insanidade. Por exemplo: pesquisadores da Noruega afirmaram que o seu animal nacional, o alce, est prejudican do o clima ao emitir mais de 2.000 quilos de dixido de carbono por ano (Spiegel, 21 de agosto de 2007). Mas os australianos esto felizes porque os cangurus quase no produzem metanol (Fox News, 6 de dezembro de 2007).

Nos anos 70, estes subversivos do meio ambiente e pessoas iguais a eles, falaram bravamente que estvamos para entrar na “Zona de declnio da humanidade” porque estvamos indo em direo prxima “era do gelo”.

Relembrando o desastre do resfriamento global de 1974

Em 1974, a revista Time, alertou aos seus leitores que o mundo poderia estar no limiar de um desastre climtico catastrfico: “Resfriamento global!” O Time anunciou um resfriamento de trs dcadas juntamente com outras “aberraes climticas”.

Em 1974, na revista Time, um climatologista da Universidade de Toronto, (referindo-se ao resfriamento global) disse: “Eu no acredito que a populao atual do mundo seja sustentvel se houver mais de trs anos igual a 1972 seguidos”.

Em 24 de julho de 1974, a revista Time publicou um artigo intitulado: “Outra Era do Gelo?” O primeiro pargrafo inclua:

“... por mais que as condies meteorolgicas variem mundialmente... quando os meteorologistas pegam uma mdia de temperatura ao redor do globo, eles descobrem que a atmosfera tem esfriado gradualmente nas ltimas trs dcadas. A tendncia no mostra indicao de reverso.

As pessoas que predizem o tempo esto apreensveis porque a aberraes climatolgicas que eles esto estudando podem ser o precursor de uma outra era do gelo” (nfase do autor).

O ultimo pargrafo do artigo afirmava:

“Qualquer que seja a causa do esfriamento, seus efeitos podem ser extremamente srios, se no catastrficos. Os cientistas imaginam que somente 1% de diminuio doa quantidade da luz solar aquecendo a superfcie da Terra poderia desestabilizar o balano climtico, e esfriar o planeta o

suficiente para mand-lo para uma outra era do gelo dentro dos prximos 100 anos.”

Relembrando o desastre do resfriamento global de 1975

Em Science Digest de 1975, Douglas Colligan escreveu: “os climatologistas do mundo concordam... uma vez que o congelamento comece, ser tarde”.

Em 28 de abril de 1975, a revista Newsweek escreveu um artigo intitulado: “O Mundo Congelado” o qual foi citado na Academia Nacional de Cincias dos Estados Unidos:

“Uma grande mudana climtica foraria um ajustamento econmico e social em escala mundial.”

“Existem sinais ameaadores de que os modelos climticos da Terra comearam a mudar drasticamente e que estas mudanas podem predizer um declnio drstico na produo de alimentos. As evidncias que suportam estas predies comearam a se acumular tomassivamente que osmeteorologistas esto tendo dificuldade de acompanh-las” (nfase do autor).

Em 2006, o senador americano James Inhofe, presidente do comit do senado para o meio ambiente e obras pblicas, comentou no canal Fox News, que o alarme do aquecimento global atual no tem base real assim como o ltimo alarme climtico (Resfriamento Global 1954-1980). “Este conceito integral de uma nova era do gelo provavelmente o maior embuste j perpetuado na sociedade americana. E foi at que esta coisa (significando o atual alarme a respeito do “aquecimento global”) aparecesse” (nfase do autor).

Relembrando o desastre do resfriamento global de 1976.

Em 1976, a revista Newsweek alertou que por causa do esfriamento global “esta tendncia reduziria a produtividade da agricultura pelo resto do sculo”.

Em 1954, A revista Fortune havia publicado um artigo dizendo que: “apesar de tudo que tenhamos lido, ouvido ou imaginado, est esfriando e no esquentando desde os anos 30” (nfase do autor).

Em 1976, Lowell Ponte escreveu “O Resfriamento” :

Isto um fato congelante: o esfriamento global coloca o ser humano frente ao mais importante desafio social, poltico e de adaptao que j tivemos que lidar... Os limites das decises que tomamos em relao a isto so de importncia mxima: a nossa sobrevivncia, de nossas crianas e da nossa espcie.

Apesar de usar uma cincia pobre e afirmaes grosseiras, ele nos d a essncia da preocupao que os subversivos do meio ambiente tinham a respeito do “esfriamento global”.

Foi predito um esfriamento global em 2006?

Em novembro de 2006, a Academia Russa de Cincias alertou a respeito do retorno de uma era do gelo.

Qual a perspectiva histrica correta?

O que causa uma mudana climtica? O New Scientist de setembro de 2006 disse que era a “calmaria prolongada da atividade solar – as manchas solares e os fachos que saem de seu poderoso campo magntico”.

“O sol, ainda parece ser o maior agente forando uma mudana climtica global.” (Svensmark, H. e E. Friis –Christiensen, O Papel Persistente do Sol ao Forar uma Mudana Climtica, um estudo do Centro Cientfico Espacial Nacional Dinamarqus, maro de 2007).

Com um pedido de desculpas ao pontfice do Partido Democrata, James Carville: “ o sol, seu estpido”.

Quais so os fatos sobre as recentes temperaturas globais?

O “NOAA” tem as medidas acuradas da temperatura do EUA desde 1895 at 2008.

O clima ficou mais quente entre 1895 a 1940. A tendncia foi mais forte entre 1910 e 1935. Isso foi antes do significativo uso dos combustveis fsseis. Os Estados Unidos resfriaram-se mais nas prximas trs dcadas e meia, aumentando o pnico do “resfriamento global”, que terminou no final de 1970. A taxa de aquecimento de 1910 a 1934 (um perodo limitado de consumo de combustveis fsseis) mais acentuada do que a taxa de aquecimento de 1975 a 1998 (um perodo de significativo aumento do consumo de combustveis fsseis).

1934 e 1998 foram os dois anos mais quentes registrados: 1934 foi o pico da “Dust Bowl” (tempestade de poeira), e 1998 foi um ano de incrvel atividade do furaco El Nino. De 1975 a 1998, o pas aqueceu mais. Durante esse tempo, o consumo de combustveis fsseis cresceu e o aquecimento solar aumentou por causa de um aumento da atividade solar. Houve uma ligeira tendncia ao esfriamento desde 1998, apesar do aumento do consumo de combustveis fsseis na China e na ndia. Em 2007, os EUA absorveram mais CO2 do que emitiram, enquanto que nos pases da UE, as emisses de CO2 subiram constantemente desde que o Protocolo de Kyoto foi assinado.

Em resumo, de acordo com as declaraes dos subversivos do meio-ambiente:

Entre 1895-1930: Ns experimentamos um Catastrfico Esfriamento Global Natural.

Entre 1930-1954: Ns experimentamos um Catastrfico Aquecimento Global Natural.

Entre 1954-1980: Ns experimentamos um Catastrfico Esfriamento Global Provocado Pelo Homem.

Entre 1980-2008: Ns experimentamos um Catastrfico Aquecimento Global Provocado Pelo Homem.

NOTA: Eles mudam de opinio a cada 25 ou 35 anos!

O homem no est encarregado do clima e da temperatura. Deus est no comando da meteorologia e do clima! [Mat 5:45]

Quais seriam alguns dos potenciais benefcios, se o aquecimento global fosse verdadeiro?

1) A fbula (fantasia) da passagem no noroeste entre o Atlntico e o Pacfico se tornaria uma realidade martima diminuindo o tempo de travessia pela metade. Em agosto de 2005, o navio russo Akademik Fyodorov, tornou- se o primeiro navio a atravessar o Plo Norte sem a utilizao de quebra gelo.

2) Se o gelo do rtico derretesse consideravelmente, 25% das reservas de petrleo e de gs natural tornar-se-ia disponvel para extrao.

3) Menos gelo no rtico iria abrir novos e amplos limites pesqueiros e destinos tursticos. Em 2001, a Rssia requereu da ONU a anexao de metade do Oceano rtico, incluindo o Plo Norte, como parte do territrio russo baseado na nova capacidade para mapear o fundo do oceano. Em 2007, dois submarinos de pesquisa russos tentaram fincar bandeiras russas no fundo do Oceano rtico, numa tentativa de declarar o Plo Norte como parte do seu territrio soberano.

4) O derretimento das geleiras libera nutrientes, produzindo um aumento cinco vezes maior de fito-plncton e dos melhores predadores em uma distncia de cerca de 3 km. (Science News, 7 de julho de 2007, vol. 172, p. 13).

5) Os Vikings talvez pudessem restabelecer os seus assentamentos na Groelndia que tiveram de abandonar h 700 anos atrs, no incio da “Pequena Era do Gelo”.

6) Frio mata enquanto calor mata bem menos. Segundo o Ministrio da Sade do Reino Unido, se o sul do Reino Unido aquecesse at 3 graus Celsius, at 2050, ento 2.000 pessoas morreriam pelas ondas de calor do vero, enquanto 20.000 morreriam de frio no inverno.

7) Se a temperatura no Canad subir apenas 1 C, a rea de cultivo de trigo iria chegar to longe quanto a parte norte da Baa de Hudson, e vinhedos poderiam ser cultivados no sul do Canad.

8) Se a Terra estivesse realmente se aquecendo, mais gua estaria se evaporando, produzindo mais chuvas para as culturas de alimento e de produo de madeira, e produziria mais neve que iria aumentar as calotas polares, e as geleiras iriam avanar.

9) Se o aquecimento da Terra estivesse acontecendo, haveria perodos de plantaes mais longos e noites de inverno mais quentes.

Cada perodo de aquecimento global nos ltimos anos produziu um aumento de benefcios econmicos e sociais! “Dois mil anos de histrias publicadas pelo homem nos dizem que os perodos quentes foram bons para o povo. Foram na verdade as duras e instveis Eras de Trevas da Pequena Era do Gelo que trouxeram as maiores tempestades, geadas prematuras, fome generalizada e pragas de doena”. (nfase acrescentada) Avery, Dennis e S. Fred Singer, Unstoppable Global Warming: Todos os Anos 1500.

O que realmente provoca aquecimento global?

1) Processos naturais como a luz solar, o calor liberado por vulces e o calor liberado pelo declnio radioativo da crosta terrestre.

2) Os quatro ciclos solares, combinados com o aumento e a diminuio das manchas no sol, e o aumento e diminuio do campo magntico do sol. “Os seres humanos sabem de longa data, desde a inveno do telescpio, que o clima da Terra varia de acordo com o ciclo das manchas solares, mas ns no tnhamos ainda compreendido como isso acontece. Recentes experimentos tm demonstrado que mais ou menos raios csmicos que atingem a Terra, acabam por criar, mais ou menos, nuvens mais frias que refletem de volta o calor solar para o espao, amplificando pequenas variaes na intensidade do sol.”(nfase acrescentada). (Avery, Dennis e S. Fred Singer, Unstoppable Global Warming: Todos os Anos 1500)

3) A oscilao e a rbita da Terra expem a superfcie a diferentes quantidades de calor em diferentes perodos de tempo.

4) Neve e gelo refletem o calor, mas a gua o absorve.

5) Um cu claro permite o aquecimento solar da superfcie.

6) As mudanas provocadas no solo, pelo uso natural ou humano.

7) Quanto mais velho o Sol fica, mais quente se torna sua superfcie!

8) A temperatura superficial nas cidades aumentam medida que mais asfalto e cimento so “despejados” nessas reas. (A temperatura atmosfrica no est aumentando!)

9) “Gases do efeito estufa”, como ocorre naturalmente, mais vapor d’gua (70%), CO2 (26%), metano (9%), oznio (7%) e xido nitroso provocam aquecimento. O CO2 no um grande “gs de efeito estufa.” um subproduto natural dos seres humanos e animais. Ele liberado pelas plantas

aps a morte delas! O xido nitroso produzido por micrbios no solo. O metano produzido em pntanos, brejos, arrozais, nos bovinos e nos seres humanos.

“Gases de efeito estufa” so necessrios para a vida que existe na Terra. Sem eles iramos morrer congelados! O uso de combustveis pelo homem,provoca apenas 2% dos gases do efeito estufa, que mantm a nossa atmosferahabitvel - os outros 98% so produzidos puramente por causas naturais!

O mundo precisa de mais CO2!

“Haver significativo resfriamento muito em breve”, afirmou o cientista solar David Archibald, na conferncia “Greener Skies 2008” (Cus mais Verdes) organizada para persuadir a indstria de avies a reduzir a produo de gases de efeito estufa, para combater o aquecimento global. Archibald afirmou que as alteraes climticas so principalmente causadas pelos ciclos solares, e no pelos nveis de CO2, e ele avisou que as pessoas deveriam descobrir novas maneiras de aumentar produo de CO2. “Em poucos anos, teremos uma inverso do aquecimento do sculo 20. Haver um significativo resfriamento, muito em breve. A nossa gerao conheceu um sol morno e generoso, mas a nova gerao vai sofrer com um sol bem menos quente e a Terra ser bem menos fecunda ... O CO2 no nem um pouco ruim, e aocontrrio disso, totalmente benfico.”[nfase acrescentada] (World Net Daily 03 de abril de 2008)

O que realmente causa “Aquecimento Global”?

1) Erupes vulcnicas: Em 1991-1992 o Monte Pinatubo, nas Filipinas, esfriou a Terra 0.7 graus C em apenas um ano. A erupo despejou entre 20 a 30 milhes de toneladas de dixido de enxofre (SO2), cinza e outros gases na atmosfera. Estes gases rodearam a Terra entre os trpicos em apenas

trs meses, bloqueando, e refletindo o calor e a luz de volta para o espao. Alm disso, houve uma perda de 15% da camada de oznio em 1992-1993.

2) Tempestades de poeira: Durante o “Dust Bowl” americano (1930 a 1938), a poeira bloqueou 15% da luz solar e a temperatura caiu 1 C em mdia. O “Dust Bowl” foi causado por um furaco El Nino muito extenso.

3) As variaes da rbita da Terra: A rbita da Terra no crculo perfeito, portanto a Terra sempre est um pouco mais perto ou um pouco mais longe do sol em pocas diferentes.

4) Fumaa dos incndios florestais: Sejam iniciadas por causas naturais (raios) ou por ao humana, grandes quantidades de partculas, gases e cinza so injetadas na atmosfera por incndios florestais.

5) A Terra est se esfriando: A Terra est irradiando mais calor para o espao todos os dias do que o que recebe do sol. A temperatura no centro da Terra 7.200 graus Celsius. A Terra tem, consistentemente, perdido calor desde o dia em que foi criada.

6) As variaes na atividade solar:Osol no uma fonte de calor totalmente uniforme. O sol sofre peridicos aumentos e diminuies nas atividades da mancha solar e do campo magntico! Estas variaes tm uma relao direta, demonstrvel e de efeito significativo sobre a meteorologia e as

mudanas climticas na Terra.

A natureza no um primor de perfeio! As erupes vulcnicas so talvez os piores “criminosos.” Aqui est uma rpida reviso de alguns dos principais registros:

1) A erupo do vulco Laki, na Islndia, em 1783 considerada como o desastre da Gr-Bretanha “que deve ser esquecido”. O evento foi catastrfico. O vulco “vomitou” uma to grande quantidade de dixido de enxofre e cido sulfrico que a Gr-Bretanha foi envolvida num espesso nevoeiro. O sol foi descrito como “se fosse um cobertor encharcado de sangue.” O naturalista Gilbert White disse que “tudo estava diferente de tudo que o homem conhecia”. O poeta William Cowper lamentou, no vero de 1783: “tem tanta gente com febre neste pas que os agricultores tm dificuldade em fazer a colheita, e os trabalhadores tm sido carregados quase que diariamente dos campos de colheitas incapazes de trabalhar e muitos morrem.” A erupo durou semanas e abrangeu grande parte da Europa Ocidental. Cerca de um tero da populao da Islndia morreu. Uma pesquisa recente feita pelo Dr. John Grattan, da Universidade de Aberystwyth, Pas de Gales, concluiu que esta foi a maior catstrofe natural na histria britnica moderna.

2) A erupo do vulco indonsio Tambora, em 1815 matou 92.000 pessoas, centenas de milhares de animais, lanou cinzas at 800 milhas de distncia, e produziu “O Ano Sem Vero” em 1816.

3) A erupo do vulco indonsio Krakatoa, em 1883, produziu “O som que rodeou a Terra”. O barulho da exploso foi ouvido em Londres, Inglaterra. A erupo matou 36.000 pessoas.

A natureza no um primor de perfeio! Ventos fortes so poderosos, destrutivos e poluentes. Em 13 de novembro de 1970, um furaco atingiu Bangladesh: matando entre 500.000 a 1 milho de pessoas. Em 18 de maro de 1925, um tornado varreu todo o sudeste do Missouri, passando pelo sul de Illinois, passando acima do sudoeste de Indiana, varrendo tudo no solo por uma distncia de cerca de 353 km. O resultado foi que 625 pessoas morreram, 2.000 ficaram feridas e mais de 1,7 bilhes de dlares, em danos imobilirios.

A natureza no um primor de perfeio! As inundaes so poderosas, destrutivas e poluentes. Em 1887, o Rio Amarelo na China inundou, matando entre 900.000 a 2 milhes de pessoas. Em 1931, o mesmo Rio Amarelo inundou novamente, matando entre 1 e 3,7 milhes de pessoas.

A natureza no um primor de perfeio! Terremotos so poderosos, destrutivos e poluentes. Em 1556, um terremoto em Shensi, China, matou 830.000 pessoas.

No dia 26 de dezembro de 2004, um terremoto medindo entre 9,1 e 9,3 na escala Richter atingiu o largo da costa sudoeste da Indonsia matando mais de 230.000 pessoas, em 11 pases. O terremoto liberou uma energia equivalente a 9,56 bilhes de toneladas de TNT (equivalente a 550 milhes de vezes a da bomba atmica de Hiroshima), ou cerca de 370 anos de utilizao de energia nos Estados Unidos.

Portanto, uma pergunta deve ser feita: “Se vulces, ventos, inundaes e terremotos podem causar tanto e em to pouco tempo, por qual motivo a atividade humana est levando toda a culpa pelo suposto e (no comprovado) aquecimento global?”

Uma nica erupo vulcnica pode liberar mais gases txicos em um determinado perodo do ano, do que toda a atividade humana naquele mesmo ano.

Talvez a culpa seja colocada sobre o ser humano porque voc no pode fiscalizar, nem multar vulces ou terremotos. No seria porque a promoo e o aumento da exposio dos polticos de esquerda a verdadeira razo por que a verdade est sendo retida da populao em geral?

Aquecimento Global? Novos dados mostram que o gelo est de volta!

“O Hemisfrio Norte sofreu seu inverno mais frio em muitas dcadas. A neve foi a maior desde 1966.”

A nica exceo - a Europa Ocidental - que estava tendo, at o fim de semana de 16 e 17 de fevereiro, temperaturas que chegavam a menos 10 C, em alguns lugares, foi um (anormal) clima mais aquecido.

Em todo o mundo, vastas regies foram cobertas por algumas das maiores nevascas das ltimas dcadas.Aregio central e o Sul da China, os EUA e o Canad foram duramente atingidos pela neve. Na China, a nevasca foi to forte que mais de 100.000 casas desabaram sob o peso da neve.

De Jerusalm, Damasco, Amam e o norte da Arbia Saudita chegaram relatos sobre as mais pesadas tempestades de neve em muitos anos e a temperaturas ficou sempre abaixo de zero. “Bagd teve uma nevasca, a primeira na memria da maioria dos moradores” (18 de Fevereiro de 2008, London Daily Express).

Ao mesmo tempo, o Atenas News informou que uma tempestade de neve cobriu quase toda a Grcia, mergulhando o pas em temperaturas abaixo de zero. A agncia de notcias informou que os transportes pblicos estavam parados em toda a rea de Atenas, os navios permaneceram nos portos, os servios pblicos foram fechados, e as escolas e os tribunais tambm no abriram.

As calotas polares esto mesmo derretendo devido mudana climtica, ou seriam apenas os falsos boatos “alarmistas” espalhados pelos defensores do aquecimento global?

Com certeza a indstria de “boatos assustadores”!

O NOAA relata que quase todo o gelo “alegadamente perdido" est de volta. O relatrio revela que os nveis gelo, que tinham diminudo de 5 milhes de metros quadrados em janeiro de 2007 para apenas 1,5 milhes de metros quadrados em Outubro de 2007, est quase todo de volta sua condio original. Em 18 de Fevereiro de 2008, o London Daily Express revelou que h cerca de um tero a mais de gelo na Antrtica que o habitual, desafiando assim os propagandistas do aquecimento global e apoiando os argumentos contra o aquecimento global!

Se o aquecimento global ficar pior do que est, ns todos iremos morrer congelados!

Agenda secreta

Qual a agenda secreta dos subversivos do meio ambiente? O “Movimento Verde” a nova casa mundial do socialismo/comunismo. O que os comunistas no puderam fazer atravs de sua mquina militar ou por sua influncia poltica, esto agora realizando atravs do poder econmico. O que eles no puderam realizar pela fora bruta, esto agora tentando realizar pelo bloqueio de recursos naturais necessrios, para que o capitalismo baseado na Bblia no sobreviva. Por exemplo, eles so contra o uso do pesticida, quanto da utilizao da biotecnologia para aumentar o rendimento das culturas, mas essas duas coisas ajudaram a triplicar a produo de gros desde a segunda guerra mundial.

Os subversivos do meio ambiente esto tentando bloquear o uso dos recursos naturais, supostamente para “preserv-los” para o futuro, com o nobre objetivo da proteo das espcies animais e vegetais e seu habitat, quando na verdade isso uma tentativa de parar o capitalismo, removendo os recursos necessrios para o crescimento econmico. O seu principal objetivo a abolio dos direitos de propriedade, que, juntamente com a liberdade de religio e de expresso, foram os principais motivos da construo da nossa civilizao ocidental. O seu objetivo final a tomada de todos os bens pessoais, pois eles dizem que s o ”governo sabe o que melhor", e no “Deus sabe o que melhor".

   
   
         
   
   
Trusted Web Site VeriSign Identity Protection